Como era a Cerimônia de Casamento na Idade Média? Casamento Medieval!

Todos os filmes e livros mostram que os relacionamentos na Idade Média eram demasiadamente românticos. O casamento na idade média passou por diversas mudanças, mas ainda assim foi uma instituição sólida da qual o casamento moderno herdou diversos aspectos.

Idade Média

O casamento medieval era dividido em duas etapas:

  1. Noivado
  2. Casamento

Muito parecido ao que acontece hoje. O noivado era um evento mais alegre e efusivo que o próprio casamento (o inverso de hoje). No período de noivado, as famílias de nobres trocavam propriedades. Na Alemanha, o noivo tinha o dever de oferecer uma aliança de casamento a noite, além de um par de calçados. Na França, era comum o noivo oferecer uma taça de vinho para a noiva como símbolo da união.

Durante o período de noivado, as duas famílias se reuniam para negociar os termos do casamento. Isso seria as trocas de propriedades. O noivado poderia durar até 10 anos. Tudo dependia do amadurecimento dos pombinhos deliberado pelos pais. Um homem poderia casar com 14 anos e uma mulher com 12.

Casamento na Idade Média

Foi na Idade Média que surgiram os contratos de casamento (ou certidão) entre a noiva e o noivo. As certidões utilizadas no casamento civil dos tempos modernos devem derivar dessa tradição antiga. Geralmente eram as famílias do casal que redigiam as certidões e acordavam as cláusulas. Elas incluíam direitos e obrigações de ambos membros do casal.

como era

Romance

A literatura da idade média é rica nos famosos contos de cavalaria, que eram verdadeiras odes românticas. Hoje, é comum se chamar de “trovador” alguém que paquera uma dama. Isso remonta esses tempos onde trovadores nada mais eram que poetas que contavam histórias de amor e escreviam sobre a amada ou sobre amores não correspondidos (platônicos). Os romances escritos na época não era apenas uma forma de arte e cultura, como verdadeiros manuais de como deveriam ser os relacionamentos e eram tidos como base.
É interessante sublinhar que a mulher era figura central nesses escritos, sendo vista como uma verdadeira princesa. Foi nessa época que surgiu a serenata, uma poesia escrita para ser recitada para a dama.
romance

Os casamentos entre nobres eram planejados minuciosamente com a finalidade de contratos entre famílias – e, então, muitas vezes não existia o amor real entre o casal. Porém, o casamento entre os camponeses quase sempre se dava a uma gravidez – onde, quase sempre, existia amor real.

Era comum a prática dos familiares e amigos do casal se juntarem para presentear o casal com utensílios domésticos e móveis, prática que se manteve intacta na tradição até os dias de hoje.

Os nobres, por terem mais dinheiro, costumavam comprar alianças de diamante e oferecer para as noivas. Já os camponeses, que não tinham dinheiro, tinham o costume de quebrar uma moeda ao meio e cada um ficar com metade.

Vestido

Os vestidos utilizados na idade média não eram brancos – necessariamente. Em alguns casos, por exemplo, utilizava-se um vestido na cor azul, como símbolo da pureza. Todavia, não haviam regras para a cor do vestido, podendo ser da cor favorita dos noivos.

Muitos dos rituais presentes no casamento medieval são praticados até hoje (a posição da noiva, a entrada dos pais, alguns dos dizeres, etc.). É incrível como tradições se mantém vivas ao longo de gerações.

O que achou dos casamentos medievais? Comente abaixo!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest